skip to Main Content

Igreja Matriz AntigaEm 08 de dezembro de 1930, dia de Maria Imaculada Conceição foi criada a “Paróquia Imaculada Conceição”., no então distrito de Perdizes, vale do Rio do Peixe, atual cidade de Videira, em Santa Catarina, Chegavam de trem, vindos da Alemanha, em março do ano seguinte, os primeiros missionários salvatorianos Fidélis Both e Lourenço Hergenhan para assumirem os serviços de pastoral, na recém

fundada Paróquia. Desde então os padres salvatorianos atuam nesta região, e hoje assistem as 37 comunidades e inúmeras pastorais.

Não havia transcorrido uma década da fundação da Paróquia e a pequena igreja de madeira, construída no alto do morro, já não era mais suficiente para o grande número de fiéis. Então, em 12 de agosto de 1940, teve início a escavação para os alicerces da construção da atual igreja, idealizada pelo então pároco Pe. Clemente Pinto, cujo entusiasmo e alegria já haviam contagiado toda a comunidade.

Com a obra ainda inacabada, no dia 06 de setembro de 1942, foi celebrada a primeira missa na nova igreja matriz, em memória das vítimas dos navios brasileiros torpedeados na segunda guerra mundial. Passados alguns anos, o mundo ainda estava em guerra mas por aqui, o distrito de Perdizes passava à condição de município em 1º de março de 1944, chamando-se de então, Videira. No dia 19 de setembro deste mesmo ano, a igreja matriz era solenemente inaugurada.

A estrutura básica de funcionamento estava pronta e sua ornamentação interna foi aos poucos incrementada. Os belos vitrais foram colocados em março de 1946. No mês de junho do ano seguinte foram instalados os 104 bancos em madeira nobre de imbuia. Em agosto de 1948, o pintor Ângelo Sazarini, de naturalidade argentina e proveniente de Bento Gonçalves – RS, chegou para iniciar as obras pictóricas da igreja. No ano seguinte em 1949 foram assentados os ladrilhos no piso e no final do ano de 1950, podia se ver de toda a cidade, o relógio funcionando no alto da torre principal.

Igreja Matriz atualmenteNo início dos anos 50, preocupado em oferecer um altar magnânimo para a igreja, então o pároco Pe. José Matias Wild iniciou os planos de substituição do antigo altar de madeira existente. Frei Edgar Löers, artista e construtor da vizinha cidade de Joaçaba – SC , foi convidado para auxiliar no planejamento do altar-mor, cujas lajes de mármore vieram da Itália, em 1953.

A imagem da Padroeira, com 2,85 cm de altura foi executada pelo atelier Roche e Alayer, em porto alegre – RS, e colocada na posição de maior destaque no altar mor.

Também proveniente de Porto Alegre, o pintor italiano Gildo Scaranari, colaborou na reconstrução e embelezamento do presbitério. É obra sua a pintura da cúpula central e altar-mor, bem como a estofaria que serve de fundo à imagem da Padroeira, com detalhes em ouro de 22 quilates.

Finalmente, a título de registro, com todas as obras já concluídas, em 24 de setembro de 1953, um vendaval assolou a cidade, arrancando todo o telhado original feito em telhas de barro, danificando alguns vitrais das torres, causando manchas visíveis nas pinturas da cúpula.

A Igreja passou por uma Restauração Completa nos anos de 2011 a 2013. Restauração que foi feita desde o telhado e todas as pinturas e vitrais. Encontra-se hoje totalmente restaurada mostrando toda sua beleza artística.

Back To Top
X