skip to Main Content

E se a gente te contar que a Semana Santa NÃO muda de data todos os anos? É quedepende do referencial adotado. Sim, ela sempre muda diante de nosso calendário civil. mas acontece que a Igreja segue outro calendário, o do Ano Litúrgico.

 

Foto: Shutterstock

 

Este ciclo litúrgico é regulado sempre com as datas do Natal e da Páscoa.

O Natal é celebrado durante o solstício de inverno do hemisfério norte (segundo o ciclo solar), convertendo a celebração popular pagã do nascimento do sol na celebração do nascimento de Jesus.

Apesar de ser celebrado todo dia 25 de dezembro, o dia da semana é sempre diferente, o que implica na mobilidade de data do Advento e, por conseguinte, do início do Ano Litúrgico.

Já a Páscoa muda todo ano, porque segue o ciclo lunar. Isso porque esta é a festa que celebra a saída do povo hebreu do Egito. Este evento aconteceu durante a lua cheia, permitindo ao povo que escapasse sem a necessidade de utilizar lamparinas, o que ajudou a despistar os guardas do Faraó.

Desta maneira, ficou determinado aos judeus que a Páscoa fosse celebrada todos os anos, durante uma semana inteira, entre os dias 14 e 21 do mês de Nissan – período em que aparece a primeira lua cheia da Primavera.

O Nissan é o primeiro mês do calendário hebraico bíblico (Êx 12, 2) e, em nosso calendário civil, corresponde ao período entre os dias 22 de março e 25 de abril.

Mas o que a Páscoa Judaica tem a ver com a Páscoa Cristã?

Na Última Ceia, que hoje corresponde à nossa Quinta-feira Santa, os apóstolos comemoraram a páscoa judaica com Jesus. Com isso, sabe-se que a noite de Lava-pés era uma noite de lua cheia.

Antigamente, a Páscoa Cristã era celebrada exatamente no mesmo dia da Páscoa Judaica, mas uma decisão do Concílio de Niceia (ano 325) determinou que a festa fosse celebrada no domingo posterior à primeira lua cheia primaveral do hemisfério norte.

É bom destacar que essa mobilidade de data não afeta somente as festas relacionadas à Pascoa, mas também o número de semanas do Tempo Comum do calendário litúrgico.

Fonte: A12

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top
X